Your Place for cinema

Tuesday, August 16, 2005

Critica de Cinema - Charlie e a Fábrica do Chocolate

Se lhe disserem que de determinada sala de cinema saiu toda a gente com um sorriso nos lábios, essa sala só pode estar a exibir o filme "Charlie e Fábrica do Chocolate".

A história acompanha Charlie Bucket (Highmore) que apesar de viver na pobreza, concentra toda a sua atenção na fábrica de chocolate, como uma compensação da unica comida que come em casa (soupa de couves - bem bom). Ao encontrar numa barra de chocolate um dos 5 bilhetes que lhe permitem entrar na fábrica, tem a oportunidade de conhecer o seu ídolo Willy Wonka (Depp). Juntamente com os outros "estranhos"(só mesmo assistindo, não dá para descrever) 4 vencedores têm direito a uma visita guiada pelo próprio Wonka, pela misteriosa e bizarra fábrica. Remake de um filme protagonizado por Gene Wilder no ano de 1971 e adaptado de um livro de Roald Dahl (perfeito desconhecido em Portugal), tem, no entanto, vida própria e, felizmente, não retira inspiração do filme original.
Desde o 1º instante ficamos completamente vidrados nesta visão de Tim Burton. É um verdadeiro assombro visual, encabeçado pelo cada vez mais, maior actor do mundo, Jonhy Depp. Torna ,ao mesmo tempo, o seu Willy Wonka numa personagem assustadora e sensível, cruel e terna, excêntrico e arrepiante.
Os numéros musicais são também domelhor possível, apanham-nos desprevenidos mas deixam-nos maravilhados (oompa loompas - decorem este nome, são hilariantes).

Um dos melhores filmes do ano, para uma mente aberta e que queira ter uma experiência nova numa sala de cinema (sim, ainda é possível).
Por duas horas tornamo-nos crianças novamente. Obrigado Tim Burton.

A não Perder

Nota Final: 9/10 - Charlie e a Fábrica do Chocolate

1 Comments:

Anonymous Cláudia said...

Talvez as minhas expectativas fossem demasiado grandes visto que o filme soube-me a pouco. Os cenários e os personagens, em particular, Mr. Wonka, estão deliciosos. No entanto, esperava uma história mais complexa e, por isso, mais interessante.
Se calhar o problema foi meu que não consegui ver o filme com olhos de criança.
De qualquer modo, não vou perder o interesse por Tim Burton visto que, obras como o filme de animação "The Nightmare Before Christmas" ou o livro "The Melancolic Death Of Oysterboy" (sim, chama-se mesmo "A Morte Melancólica do Rapaz Ostra"), entre outros, esses sim, arrebataram-me à séria.

19 August, 2005

 

Post a Comment

<< Home