Your Place for cinema

Tuesday, September 20, 2005

Crítica de Cinema - "De Tanto Bater o meu Coração Parou"

Quem toca um instrumento musical, já perdeu (nem que por uma vez) a noção do tempo. As mão deslizam pelo teclado, procurando a melodia perfeita e o tempo passa sem se fazer notar. Mas isto também acontece na vida. Perder a noção do tempo e espaço quando fazemos algo que nos dá prazer.
Este não é um filme apenas para amantes de musíca. É um filme para amantes da vida (espero que sejam todos os que lêem esta critíca).

A história acompanha a vida de Tom. Tom tem 28 anos e está destinado a seguir as pegadas do pai no mundo, às vezes brutal, do imobiliário. Mas um encontro inesperado leva-o a acreditar que ele pode tornar-se, à semelhança da mãe, pianista. Para tal, prepara-se para uma audição com uma virtuosa pianista chinesa. Ela não fala uma palavra de francês, por isso a música é a única forma de comunicação. Mas as pressões do seu mundo de trabalho são cada vez maiores e cada vez mais difíceis de suportar...
Acho que acontece a todos. Chega a um momento em que explodimos, porque na nossa vida do dia-a-dia temos muitas vezes de engolir em seco. É um método de defesa, no entanto, muito perigoso. Porque quanto mais engolimos, mais vamos libertar no momento da explosão.
Realizado por Jacques Audiard, volta a trazer o cinema Françês para o patamar que merece, um patamar bem alto. Depois de uma primeira incursão com o filme “Um Herói Muito Discreto” (que nunca cheguei a ver) com Mathieu Kassovitz, regressa com esta pérola “De tanto bater o meu coração Parou” (um dos mais belos títulos de cinema dos ultímos tempos).

Romain Duris domina o filme com uma interpretação contida mas que explode com o avnçar do filme. Actuação perfeita de um actor em ascensão. E o cinema europeu bem precisa de estrelas de cinema para o combate (desleal é certo) com Hollywood.
Em apenas 3 salas o filme continua a conquistar o seu público e garanto que não é por acaso. É um grande filme, sem dúvida um dos melhores do ano. Aconselhado para todos os que necessitam de ver um filme sem ser em inglês. Esta é a vossa melhor opção (este ano???).

Nota do Filme – “De Tanto Bater o meu Coração Parou” – 8/10 (****)

5 Comments:

Blogger antonio_subtil said...

Isso acontece a muito boa gente

20 September, 2005

 
Blogger Francisco Mendes said...

É um dos filmes ao qual não tenho acesso. Não me posso dirigir ao cinema do shopping Cidade do Porto. Terei de esperar pelo DVD, pois deram prioridade a carros voadores e adaptações rascas a videojogos...

21 September, 2005

 
Anonymous André Batista said...

Acabei por não ver o filme mas parece-me ser muito bom. era para ter visto há uns tempos, mas escolhi o 'colisão'. acho que me perdoas!! LOL


Adorei a tua análise, e o teu blog é mesmo bom! continua assim! see ya

21 September, 2005

 
Anonymous Pedro Ginja said...

É bom ter o feedback de pessoas. Já estava a desesperar...

Continuem a aparecer para dar as vossas opiniões...

São sempre bem vindas e apreciadas

Ps: Bem Francisco estou a ver que isso no porto para ver cinema alternativo está complicado... Felizmente estou perto de Lisboa quando quer ver um filme "menos" comercial....toda a gente sabe que isto do comercial é relativo

Ps2: Bem André, definitivamente o "Colisão" foi uma boa opção (também gostei bastante) mas às vezes é bom ver filmes noutras línguas sem ser inglesa. Dás-nos outra perspectiva de cinema...Da próxima vez que tiveres a hipotese de escolher experimenta...

22 September, 2005

 
Blogger anaheitor said...

O título é bastante sugestivo...Se achar tempo num fim de semana é um um filme que decerto não vou perder...Ás vezes sabe bem uma lufada de ar fresco de filmes estrangeiros...

27 September, 2005

 

Post a Comment

<< Home