Your Place for cinema

Thursday, March 30, 2006

Estreias da Semana - 30 de Março

Ultíma semana de Março. Abril está quase a chegar e o panorama de estreias não é muito favorável. Pelo menos pessoalmente. Acho que a melhor opção vão ser filmes que geralmente nunca considero. Está na hora de me abrir a novas filmografias.
Esta semana temos:

- Um filme com neve em Bagdad (quem diria!!!)
- Um filme do qual nínguem sabe nada
- Um filme com pequeno almoço incluído
- Um filme com aquecimento global
- Um filme 2 em 1

O Tigre e a Neve (La Tigre e la Neve) - Roberto Benigni está de regresso. Após o flop gigantesco que foi "Pinóquio" (o que estava ele a pensar não sei) regressa a território familiar. O território do amor em tempo de guerra. A preparar-se para novo Óscar? Talvez, mas tê-lo vai ser muito complicado.
Filme realizado por Roberto Benigni com o próprio, Jean Reno e Nicolletta Braschi (sua esposa na vida real e eterno amor no cinema).

A guerra no Iraque torna-se cada vez mais ameaçadora. Em Roma, Attilio (Roberto Benigni), poeta, está apaixonado por Vittoria (Nicoletta Braschi) e todas as noites sonha com o casamento de ambos. Mas Vittoria não mostra interesse por ele e perde a paciência perante os esforços de sedução deste poeta teimoso e irracionalmente apaixonado. Um dia, Attilio recebe uma chamada de um grande poeta iraquiano (Jean Reno), cuja biografia Vittoria está a escrever em Bagdad. Vittoria foi vítima de um dos primeiros bombardeamentos anglo-americanos na cidade e está moribunda no hospital. Animado pelo seu amor louco e a fim de salvar a sua amada, Attilio parte para o Iraque.

Ouvi dizer que é confundido com um terrível terrorista iraquiano, no filme. Um bocado difícil de acreditar, mas se calhar é essa a magia dos seus filmes não? Quase de certeza que é um daqueles filmes que se encontra na ténue linha que separa a pirosice de verdadeiro sentimento (dito po Rui Pedro Tendinha). Acredito que sim.
E existe linha mais bonita para tratar de amor?

Nínguem Sabe (Dare mo Shiranai) - Muito pouca informação sobre este filme. Vi no Monumental o trailer e fiquei impressionado. Era um daqueles trailers mais longo do que devia ser, a mostrar mais do que devia, um verdadeiro amontoado de cenas. Mas a verdade é que cativou.
Filme realizado por Hirokazu Koreeda com Yûya Yagira, Ayu Kitaura e Hiei Kimura.

Quatro crianças vivem com a mãe num pequeno apartamento em Tóquio. São todas filhas de pais diferentes e a mãe escondeu a existência de três delas do senhorio. Um dia a mãe desaparece, deixando apenas algum dinheiro e um bilhete em que pede ao mais velho para tomar conta dos irmãos. E assim começa a odisseia das quatro crianças, uma jornada de que ninguém sabe. O filme inspira-se num facto real que ficou conhecido como "o caso das quatro crianças abandonadas de Nishi-Sugamo", em 1988. As crianças nunca tinham ido à escola nem tinham existência legal, pois a mãe nunca registara os nascimentos.

Uma história de abandono vivida por quatro irmãos. Uma mãe negligente abandona-os (prometendo voltar) em busca ou atrás do amor. E tinha-o em casa. Que desperdício. Isto é daquelas histórias difíceis de acreditar mas que todos sabemos que acontecem.
O que passa pela cabeça das pessoas que o sofrem. Yûya Yagira foi premiado em Cannes em 2004 (ao tempo e só agora estreia) como melhor actor. É por isso um filme a ter em conta de uma filmografia muito relacionada com o novo terror mas que pelos vistos tem muito mais para dar.

Breakfast in Pluto - A busca de um jovem pelo amor em mais uma história de abandono. Parece que se sucedem em cinema. É daquelas histórias invisíveis para quem não as sofre e demasiado real para quem se encontra no meio delas. Adaptação de um livro de Pat McCabe
Filme realizado por Neil Jordan com Cillian Murphy, Liam Nesson e Stephen Rea

Abandonado em bebé à porta de uma igreja na Irlanda, Patrick "Kitten" Braden (Cillian Murphy) foi obrigado desde cedo a sobreviver a uma realidade hostil. Conseguiu-o sobretudo graças ao seu encanto e à recusa em deixar alguém alterar a sua maneira de ser: um jovem desenquadrado do mundo que o rodeia e, principalmente, do seu corpo, o que o torna muito mais que um homossexual ou um travesti. Kitten não desiste de procurar o amor e a verdadeira mãe, enquanto que, perdido, se vai envolvendo nos meandros da música, do ilusionismo, da prostituição e até do IRA.

Uma história demasiado real na Irlanda mas não só. É a eterna busca de identidade. Do que faz de nós o que somos. Neste caso da família de Kitten, nome artístico de um travesti que tem de descer muito baixo para sobreviver no mundo real.
Cillian Murphy, dizem, está estupendo. Uma interpretação de primeira linha que ainda lhe valeu uma nomeação para os Globos de Ouro. Mas o filme não vale apenas por isso. Existe algo, bem expresso no excelente trailer onde não se debita uma frase do argumento mas onde toca uma música que melhor não se poderia adequar à temática do filme. Quem diz que a música não diz tudo? Aconselhável.

Apenas Amigos (Just Friends) - Mais um produto formatado de Holywood. É preciso dizer mais alguma coisa. Isto é daqueles filmes que fazem como se tratasse de uma linha de montagem. É pegar num argumento antigo e mudar o nome das personagens.
Filme realizado por Roger Kumble e Ryan Reynolds com o próprio, Amy Smart e Anna Faris nos papéis dos dois interesses amorosos.

Chris Brander tem tudo - dinheiro, boa aparência e um emprego apetecível como executivo de uma editora de música de L.A. Mas as coisas nem sempre foram assim... Quando andava no liceu em New Jersey, Chris era tímido, gordo e o alvo das piadas dos outros miúdos. E estava apaixonado por Jamie Palamino, que gostava dele, mas apenas "como um irmão". Agora, Chris é um sedutor e tem como missão transformar uma mimada capa de revista numa estrela pop. E por causa de uma avaria num avião, que os levaria a Paris, Chris acaba a ir parar a New Jersey, reencontrar a mãe e dar de caras com o antigo amor da sua vida: Jamie.

Não apetece nada perder o meu tempo a falar sobre um filme que quase de certeza é mediócre ou mesmo mau. Poderei estar a ser injusto, mas eu digo apenas estou a ser realista. A ver, apenas quando fôr obrigado. Nesse caso aconselho um ataque epiléptico para se furtar ao mesmo. De fugir.

A Idade do Gelo 2: Descongelados (The Ice Age:Meltdown) - Alguém explica para que serve o 2 do título português. Era evitável pois toda a gente sabe que se trata de uma sequela. A uníca hipótese de não saber é ter vivido noutro planeta do outro lado do universo.
Filme realizado pelo brazuca Carlos Saldanha com vozes de John Leguizamo, Denis Leary, Ray Romano e Queen Latifah. Das vozes portuguesas não levem a mal mas evitem. O original é sempre melhor. Viva as legendas fora com as dobragens.

Manny, Sid e Diego estão de regresso numa nova e incrível aventura. A Idade do Gelo chegou ao fim e os animais estão deliciados com o seu novo mundo: um paraíso descongelado, cheio de parques de água e poços... Mas quando, Manny o mamute, Sid a preguiça e Diego o tigre descobrem que as milhas de gelo derretido poderão inundar o seu vale, eles têm de avisar os outros animais seus companheiros e, de alguma forma, encontrar um caminho para escaparem ao dilúvio que se aproxima.

A idade do gelo está de volta. Admito que não amei da primeira vez. Apenas aquele esquilinho com a sua bolota me despertou algum interesse. Parece que o bicho está de volta. Mas só em DVD é que vou espreitar o que nos prepara ele nesta segunda aventura. Este é daqueles filme que são bons para ver em casa e nunca numa sala de cinema. Peço perdão ao amantes de gelo mas eu sou assim.

Vanitas + A Piscina - Um filme português. E cada parecia que estavamos a apostar em novos géneros como por exemplo com ALice e Coisa Ruim, voltamos a filmes estranhos voltados para o umbigo do realizador. Haverá exemplo mais típico que este Vanitas. Por favor, poupem-nos.
Filme realizado por Paulo Rocha com Isabel Ruth, Joana Bárcia e Filipe Cochofrel.

Nela Calheiros, uma estilista portuense no apogeu da sua carreira, tomou-se de amores e de esperanças pela filha, angélica e única, de uma costureira do seu atelier - a perturbadora Mila. Mulher de ímpetos indomáveis, Nela tirou Mila do modesto lar e projectou-a para a ribalta do mundo da moda, lançando-a como top model. Agora que Sãozinha, precocemente envelhecida, faleceu, Nela dá mais um passo no sentido da adopção total da sua protegida, fazendo-a sua herdeira. À volta da luz lunar de Mila gravitam, quais mariposas, três homens por ela apaixonados: o padrasto Augusto, chefe dos coveiros de cemitério Prado do Repouso, que a deseja incestuosa e platonicamente; o sedutor Alfredo, seu primo direito e ex-presidiário, que desde a mais tenra infância a considera como coisa sua; Justino, surdo-mudo, que virou as costas ao clã dos coveiros a mando de seu pai, para se tornar fiel servidor da manequim e viver agarrado à sombra da amada. Apesar de endeusada por todos, Mila entra num estranho processo de desamor de si - sentimentos de culpa, crises de anorexia, extremo cansaço - que parece condená-la a um fim próximo e funesto. "Vanitas" é o último filme de Paulo Rocha. "A Piscina", curta-metragem de Iana e João Viana que passa em complemento, é um filme de um plano único que atravessa o recinto de uma piscina pública e as personagens que a habitam.

Porque???Porquê???
Estavam no caminho correcto. Vi o trailer de ambos os filmes e fiquei triste. Filmes do umbigo não. Ainda não perceberam que o cinema é para o público por muito que digam que se deve fazer o filme para nós próprios. Se nínguem o vê de que adianta realizar filme?? E como muitos autores de cinema já o provaram não é preciso perder a identidade para realizar um filme apreciado pelo público.
Estou a ser injusto? Sim, estou mas depois de ver esse trailer é isso que apetece dizer. Parem de olhar para o umbigo por favor.
Esta semana vou arriscar no "Nínguem Sabe". Foi o trailer que mais me marcou e estou aberto a experimentar novas filmografias.

Até para a semana

Boa Noite e Bons Filmes.

3 Comments:

Blogger edingals4715975133 said...

Do you want free porn? Contact my AIM SN 'abunnyinpink' just say 'give me some pics now!'.

No age verification required, totally free! Just send an instant message to AIM screen name "abunnyinpink".

Any message you send is fine!

AIM abuse can be reported here.

01 April, 2006

 
Anonymous Anonymous said...

Vais desculpar-me mas discordo contigo na opinião k tens das vozes portuguesas no filme Ice Age 2, o que me leva a perguntar terás visto o filme em português?

Porque na realidade está muito bom...

Ric@rdo

06 April, 2006

 
Anonymous Anonymous said...

concordo. não há nada a apontar nas vozes portuguesas do ice age.

10 October, 2007

 

Post a Comment

<< Home