Your Place for cinema

Thursday, October 13, 2005

Estreias da Semana (13 Outubro)

E parece que nos querem levar à loucura as editoras nacionais. Mais uma vez são 8 estreias. O cinéfilo comum assim não aguenta. Já a semana passada tive de ir ver dois filmes e esta como é que vai ser???
Vocês não pensam nisso não é?
Querem apenas levar uma pessoa à loucura... A sorte é que esta semana a escolha é obvia senão não sei como seria...

Esta semana temos um filme FANTASTABULOSO, o regresso (da tumba literalmente) de um cineasta de culto, o filme "flop" da semana (cá deve-se aguentar mais ou menos), um filme para irmãos (leia-se muitos), um filme de uma estrela em decadência, um filme sobre os média espanhóis, um filme de Costas e um filme de descanso (foi mesmo ao sétimo dia que Ele descansou)...
O Castelo Andante (Hauru no Ugoku Shiro) - A tradução não deve ser bem isso mas como não tenho modo de provar (o japonês tá um bocado enferrujado. Este é daqueles filmes que tenho de ir ver a versão original. A sério não consigo resistir. É um espectáculo só ouvir aquela língua. Parto o "coco" a rir...
Filme de Hayao Myazaki (acho que não precisa de apresentações - é um Deus....da animação), desta vez baseado e adaptado de um livro de Diana Wynne Jones com as vozes de Baisho, Kimura e Miwa (devem ser um espectáculo).

A história acompanha a vida de Sofie. Sophie, uma típica adolescente de 18 anos, vê a sua vida virada do avesso quando se cruza acidentalmente com o misterioso mas belo feiticeiro Howl. Consequentemente é transformada numa mulher de 90 anos pela vaidosa e perversa Bruxa do Desperdício. Ao embarcar numa incrível odisseia para quebrar a maldição, Sophie encontra refúgio no castelo andante de Howl onde conhece Markl, o aprendiz de Howl, e um impetuoso demónio de fogo, Calcifer. O amor e o apoio de Sophie vão ter um enorme impacto em Howl, que, em tempo de guerra, vai arriscar a sua vida para ajudar a trazer paz ao reino.

Apesar de a história não ser dele como nos belíssimos "A Princesa Mononoke" e "A Viagem de Chihiro", o mago da animação Hayao Miyazaki regressa com mais um filme cheio de magia. E acham que é preciso mais... Basta dar-lhe rédea solta e ele faz maravilhas. O Óscar seria certo se não tivesse a concorrência do também grande Nick Park no "Wallace e Grommit - A maldição do Coelho-Homem".
Mas esse é só no final do mês. Por enquanto não percam esta oportunidade de ver verdadeiro cinema de animação. Pode não ser o seu melhor (A Viagem de Chihiro é demasiado especial para poder ser ultrapassada) mas é sempre bom.
Se puderem passem pelo Monumental para ver a versão original. O gozo é a dobrar...
Atenção ao demónio Calcifer (parece que é uma personagem de antologia assim como o espantalho e o castelo andante do título.
Parece que Nun... Markl foi contratado para um papel...para ser desenhado. As parecenças são incríveis hehehe (usam ambos óculos)
Aurora - É o regresso da tumba da semana. Não faço a mínima ideia onde estreia mas quando no nome do realizador está F.W. Murnau (do fantástico "Nosferatu" - o uníco filme de vampiros reais do mundo) não há que enganar. É um acontecimento cinematográfico de destacar.

Jóia do cinema mudo e um dos mais belos filmes da História do Cinema, este é o primeiro filme americano do alemão F.W. Murnau. É uma história de amor e reconciliação, "a song of two humans" como diz o subtítulo do filme. Um agricultor tenta afogar a mulher, seduzido por uma mulher da cidade, mas desiste no último momento. Ela foge para a cidade, mas ele segue-a para provar o seu amor.

Cinema mudo!!! Ao tempo que isso já foi. De ignorar?? Obviamente que não. Apesar de muitos filmes envelhecerem mal, encontram-se sempre aquelas joías intemporais como Citizen Kane, King Kong, As Duas Feras (sim são da colecção Publíco e depois...-era barato) ou Metropolis do visionário Fritz Lang.
Para o verdadeiro cinéfilo e para um primeira vista às notas dos críticos é corrido a 5 estrelas, logo a máxima cotação. Deve querer dizer algo...
Stealth - Ameaça Fantasma (Stealth) - Acertaram é mesmo este o filme "flop" da semana mas depois do grande exíto em Portugal que foi "A Ilha" já não digo nada. Se calhar este segue o mesmo caminho.
Filme realizado por Rob Cohen (o novo Michael Bay - esperem muitas explosões e.....bem mais nada) com Josh Lucas, Jessica Biel (foi eleita a mulher mais bonita pela "Esquire" este ano - é bonita mas a mais bonita???) e o recém vencedor do Óscar Jamie Foxx.

Os pilotos da Marinha Ben Gannon (Lucas), Kara Wade (Biel) e Henry Purcell (Foxx) fazem parte de uma equipa de elite de pilotos de caças. São os melhores dos melhores e eles sabem-no. Mas quando o comandante lhes apresenta o novo companheiro de voo - um caça de combate aéreo tripulado por inteligência artificial -, os pilotos ficam apreensivos com o parceiro não humano. A primeira missão conjunta decorre como planeado e a nova "companhia" da equipa revela-se uma ajuda formidável. Mas no regresso, o caça é atingido por um relâmpago. Aparentemente o sistema não foi afectado, mas na missão seguinte o cérebro artificial do caça deixa de obedecer e vira-se contra os seus companheiros humanos, pondo em risco a estabilidade do mundo e ameaçando desencadear uma guerra nuclear.

Isto parece que tem muita coisa escrita mas isso é só porque está aqui praticamente todo o guião (excepto o final em que o avião é destruído no ultímo segundo por um míssil dirigido ao uníco ponto fraco da nave e que tem a dimensão de um alfinete...a festa é grande e aí está mais um final adivinhado não percam para a próxima semana).
Gostam de um bom filme bronco e previsível? Eu de vez em quando tenho o fraquinho para um (cada vez menos no entanto) então este é o filme para vocês...A sério...
Bronco mais Bronco não há.
Quatro Irmãos (Four Brothers) - Nunca me canso de elogiar as editoras quando não inventam em traduções de títulos. Parabéns mais uma vez.
Filme realizado por John Singleton (daquele filme de carros rápidos e furiosos..) com Mark Whalberg, Tyrese, Andre Benjamin e Garret Hedlund no papel dos quatro irmãos (dois brancos e dois pretos - sim foram adoptados).

Depois do assassinato da mãe adoptiva durante um assalto a uma pequena loja, os irmãos Mercer - Bobby, Angel, Jeremiah, o homem de negócios, e Jack, o rebelde irmão mais novo - reúnem-se para tratar pessoalmente do caso. Mas, à medida que tentam descobrir quem foi o assassino, rapidamente percebem que o modo tradicional de "resolver o assunto" tem novas consequências...

É bom ver Whalberg em papéis de protagonista. O homem tem carisma. Não basta ser bom actor para ter carisma. Nasce-se com ele.
Vi o trailer e achei alguma piada, agora como será o filme??? Poderá ter alguns twists interessantes mas seram relevantes para fazer um grande filme. Grande talvez não mas um filme decente penso que sim... Como diria Manuel Cintra Ferreira - "Bom para uma qualquer sessão de Sábado à Tarde..." (isto foi relativo ao "Serenity" mas é totalmente falso - Podem ir assistir a qualquer sessão, manhã, tarde ou noite. A diversão é garantida)
Ultímos Dias (Last Days) - Cada vez mais acho que o Van Sant está a passar-se. Deve mesmo pensar que é o melhor realizador do mundo de sempre mas a verdade é que não é. Precisa de uma dose de realidade.
Realizado por Gus Van Sant com Michael Pitt (no papel de Kurt Cobain é obvio) e Asia Argento.

"Last Days - Últimos Dias" acompanha os demónios interiores que atormentam um jovem músico talentoso, mas perturbado, nas últimas horas da sua existência. Blake (Michael Pitt) é um artista introspectivo, prostrado pelo peso do sucesso como estrela rock, que o conduziu a uma solidão sem fim. Refugiado numa casa no meio de um bosque, tenta fugir à sua vida, às pessoas que o rodeiam, aos amigos que o procuram a pedir favores ou dinheiro, às suas obrigações. "Last Days - Últimos Dias" segue Blake, um fugitivo da sua própria vida, nas suas últimas horas. É o terminar da sua trilogia sobre a morte após "Gerry" e "Elephant" (claramente o seu melhor filme).

O meu ódio de Van Sant é pessoal. Não sei explicar... Talvez porque não tem explicação dizem uns ou talvez porque tem digo eu e outros.
Até teve a ousadia de fazer um remake de "Psico" e isso eu nunca perdoei. Existem coisas que não necessitam de ser mexidas e o clássico de hitchcock era uma delas. Shame on you Mr. Van Sant...
Querem ir ver o filme? Força. Agora eu não ponho lá os pés (apesar do "Elephant" me ter calado um pouco este não parece que sim...)
Crónicas - Filme sobre o poder dos mass-media cada vez maior nas nossas vidas (já começa a ser assustador!!)
Realizado por Sebastian Cordero com John Leguizamo (um apreciador de zombies só pode ser boa pessoa), Leonor Watling e Damie Alcazar.

É um filme sobre a verdade, a manipulação e o poder dos media, que conta a história de um "serial killer" de crianças no Equador e de uma equipa de repórteres de Miami que está determinada a conseguir a maior "caixa jornalística" da sua carreira com essa história. Mas, atraído pelo furo jornalístico, o apresentador do programa começa a quebrar todas as regras, decidido que está a tornar-se no herói que irá travar o assassino.

Os mass-media não estão obviamente por trás desta estreia uma vez que nada sei sobre ela a não ser o conhecimento dos dois actores principais (a culpa também é minha, não sei muito de cinema mexicano ou mesmo europeu. só dos grandes projectos).
Lá está é partir à descoberta. Foi assim que descobri Jeunet, Almodovar, Del Toro, Audiard e outros. às vezes vale mesmo a pena
Golpe a Golpe (Le Couperet) - o famoso filme de Costas, Costa Grava. Com José Garcia, Karin Viard e Geordy Monfils.
O que dizer mais. É uma co.produção Belga,espanhola e francesa. Com 122 minutos de duração e já devem ter percebido que não sei o que dizer.

Começando na história:
Bruno Davert é um executivo que trabalha numa fábrica de papel. Mas, por causa de uma reestruturação da empresa, Bruno e vários colegas são despedidos. No entanto, Bruno está disposto a tudo para arranjar um trabalho à sua altura. Mesmo que para isso tenha de matar os seus concorrentes.

Isto é que amor pelo trabalho. Nunca cheguei a este ponto mas quem sabe um dia...hehehe
O que o amor nos faz fazer para o manter. às vezes é mesmo cego, surdo e mudo.
A premissa é interessante mas quando estreia um filme japonês não consigo resistir...
Quem sabe um dia o vejo. Até já vi um filme checo no IndieLisboa por isso é possível...
O Sétimo Dia (El Septimo Dia) - Parece que também aconteceu no set do realizador. Ao fim do sétimo dia ele descansou (trocadilho inteligente, nada mau...).
Realizado por Carlos Saura com Juan Diego, José Luís Gomes e José Garcia (será o mesmo do anterior - se for o homem não para)

O filme conta a história de duas famílias - os Jiménez e os Fuentes - que se odeiam e que partilham um passado sangrento. As duas famílias disputam frequentemente os limites das suas propriedades e enchem as ruas da aldeia espanhola de ódio e violência. Isabel Jiménez, agora com 15 anos e a viver a sua primeira paixão, resolve descobrir o obscuro segredo que originou tanto ódio e que quase a deixou órfã.

Um filme de descoberta de um adolescente mas neste caso não sobre o seu corpo mas um segredo. E os segredos são sempre mais apetecíveis de descobrir não é???
Filme espanhol (nuestros hermanos são muito produtivos em termos de cinema)entre tantos outros. Terá alguma coisa de especial?
Quem sabe e eu não costumo dizer mal sem saber alguma coisa e deste nem rumores sei.
Ai a ignorância é tanta...


Esta semana a escolha da semana é muito fácil.
Escolho o "Castelo Andante" de Hayao Myazaki...

Não percam e apareçam quando puderem para mais informações cinematográficas.
Até para a semana

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Just thought I'd let you know about a site where you can make over $800 a month in extra income. Go to this site   MAKE MONEY NOW  and put in your zip code..... up will pop several places where you can get paid to secret shop, take surveys, etc.  It's free.  I found several and I live in a small town!

13 October, 2005

 

Post a Comment

<< Home